Um novo ano e o que desejo pra ti

 

E hoje inicia 2017. Mais do que fama e fortuna, desejo que você encontre algo que está aí, bem dentro do seu peito, dentro de seus sentimentos, algo que de fato fará com que seu mundo mude, e quem sabe fará com que o mundo de muita gente mude também.

Fama e fortuna passarão a ser consequência, quem sabe até dispensáveis depois de você “achar esse achado”.

Na maior parte do tempo procuramos as respostas para nossas angústias até no Google e esquecemos de procurar na fonte, dentro da gente mesmo.

 

Então te pergunto: o que te move? O que te incomoda? O que te acomoda? Talvez pela respostas a essas três perguntas já comece a desenhar reflexões que te farão encontrar o que, na minha opinião, será o que fará a grande diferença na sua vida. E para te ajudar a nunca deixar de fazer esse exercício, quer saber: BORDE. Bordar é dar-se um tempo, é permitir-se parar. No dia-a-dia estamos tão focados em produtividade, padronização, normatização, automatização, que mal prestamos atenção ao que de fato pensamos e sentimos. Bordar é materializar a atenção. Bordar é registrar no mundo o humano que você é.

Bordar me ajudou a encontrar as respostas a essas perguntas que te fiz e está me ajudando a construir a pessoa que sonho me transformar a partir de quem eu sou. E é justamente isso que desejo para você nesse ano que inicia: TE CONHECE.

Que você saiba dizer ao mundo quem você é, não somente os diplomas que concluiu.

Que tuas conquistas sejam muito mais do que coisas.

Que tuas experiências tenham maior valia do que curtidas em redes sociais.

Que as pessoas que te conhecem lembrem de ti pelo que de fato te move.

Que você esteja sempre rodeado de gente que faz diferença em sua vida.

Que o amor esteja presente em todos os dias de tua vida.

Feliz 2017.

Deixe uma resposta