O sorteio, o ajudante e o bordado

Sexta-feira passada, dia 13, realizei o sorteio do pingente bordado, conforme havia prometido no post do Dia de Reis. Toda sexta-feira a tarde eu faço companhia para meu Vô João, que nas idas de seus 90 anos, necessita de companhia em tempo integral e a sexta-feira é o meu compromisso com ele. Por esse motivo, nas sexta-feiras acabo chegando em casa {cerca de 35 Km de distância da casa de meu avô} um pouco tarde, e entre descarregar o carro {carrego sempre muita coisa}, arrumar uma coisa aqui, outra ali, dar banho no João e outros tantos compromissos domésticos que uma mãe/esposa/bordadeira posa ter, paro mesmo depois da meia-noite.

Como havia firmado compromisso com tantas pessoas que curtiram e compartilharam o post, queria sim fazer na data combinada, mas quis fazer algo cheio de sentido e carinho, como toda essa movimentação gerada em função dessa pequena promoção me proporcionou. Eu poderia ter usado ferramentas digitais, sites de sorteio e essas parafernálias todas que estão o tempo todo pipocando na nossa frente quando usamos a internet, mas como foi nosso primeiro sorteio via blog e como {pelo menos por enquanto} foi possível fazer uma lista com os participantes, analisar, pensar, revisar, convoquei meu ajudante, o João Augusto, para fazer parte desse momento singelo. Mais do que isso, quis compartilhar com meu filho a alegria que tenho com meu trabalho, quis vivenciar momentos reais com ele, deixando o virtual como coadjuvante.

Da lista de mais de 75 compartilhamentos, 52 foram válidos, então escrevemos os números manualmente.

O sorteio já vai acontecer… Meu assistente já está finalizando os números!!! 💛 💙 💜 💚 #umpontinho #sorteio

A post shared by Um Pontinho (@umpontinhobordados) on

 

Exercitamos a escrita do João. Seu conhecimento dos números as vezes se embaralha, mas acredito que faça parte do aprendizado.

Perfeitamente imperfeitos!!! 💛 💙 💜 💚 #meumenino #sorteio #daquiapouco

A post shared by Um Pontinho (@umpontinhobordados) on

 

Em determinado momento o ajudante se cansou de escrever…

Os últimos foram com a mamãe, o assistente cansou!!! 💛 💙 💜 💚 #sorteio #umpontinho

A post shared by Um Pontinho (@umpontinhobordados) on

 

Recortar exercita a motricidade e a concentração. E aí eu ganhei uma daquelas frases tão cheias de gostosura que nossos pequenos dizem, que dá vontade de fazer um quadro pra nunca mais esquecer:

Sou o cortador mais bom do universo, mãe!!! 💛 💙 💜 💚 #umpontinho #sorteio

A post shared by Um Pontinho (@umpontinhobordados) on

 

E ele curtiu tanto quanto eu!

E o pingente vai para… 💛💙💚💜#umpontinho #sorteio

A post shared by Um Pontinho (@umpontinhobordados) on

 

E então:

E quem receberá o pingente será a… 💛 #umpontinho #sorteio

A post shared by Um Pontinho (@umpontinhobordados) on

 

E assim, a Nadia Beatriz Vieira, aqui de Caxias do Sul, foi a contemplada com o pingente bordado.

 

Farei a entrega ainda essa semana para a Nadia e como disse a ela ao telefone, desejo que esses pontinhos tragam muita sorte a ela, assim como tem trazido a mim. Certamente se não fosse o bordado não teria a oportunidade de compartilhar sentimentos e pensamentos tão positivos e verdadeiros com tanta gente que se identifica através dessa arte milenar. Certamente também não teria feito um sorteio tão divertido ao lado do assistente mais amado desse mundo. Depois de encerrarmos essa promoção, ficamos “sorteando” coisas até quase 01 hora da manhã. João inventava coisas para sortear, inventava os nomes a serem sorteados, eu escrevia, recortava, colocava no copo, ele tirava o papelzinho e anunciava o ganhador. Até nossos carneiros entraram na brincadeira.

Como diz a linda música Trem Bala, de Ana Vilela:

Não é sobre tudo que o seu dinheiro
É capaz de comprar
E sim sobre cada momento
Sorrindo a se compartilhar

Deixe uma resposta